fbpx
                       
Uma senha sera enviada para seu e-mail

Pressão Arterial: o que preciso saber?

Muitos cuidadores se sentem inseguros ou indecisos sobre o que fazer em caso de oscilações da pressão arterial (PA) de seus familiares idosos.

A pressão está alta mesmo tomando medicação, o que faço? Meu familiar está se sentindo prostrado e com tontura, pode ser da pressão? Cuidado, nem sempre a pressão alta causa algum tipo de sintoma. Muitos idosos podem estar com hipertensão e não se sentirem mal mas, estão correndo riscos.

Essas dúvidas sobre como lidar com os problemas de pressão, tanto a hipertensão arterial (pressão alta) quanto a hipotensão (pressão baixa) cercam o cotidiano de muitos cuidadores. Uma das ferramentas para o controle da hipertensão arterial é o monitoramento da pressão arterial. Muitas vezes apenas a aferição da PA na consulta médica não é suficiente para identificar possíveis alterações e oscilações da PA. É recomendado pela Associação Americana  de Doenças do Coração e Associação Americana para tratamento da Hipertensão que se façam medidas da PA com mais frequência em casa. Isto é, mais vezes e em horários diferentes.

Hoje esse controle em casa pode ser facilmente realizado com aparelhos digitais pelo próprio idoso, por seus cuidadores familiares ou por cuidadores profissionais. Esse controle e a aderência ao tratamento diminuem os riscos de infarto do miocárdio e acidente vascular cerebral (AVC). Checar a pressão de forma regular pode ajudar a ajustar os medicamentos e a fazer uma associação entre sintomas, como dor de cabeça e tontura a um aumento da PA. Fazer uma medida mais precisa das variações da PA pode ajudar o médico a tratar de forma mais eficaz a hipertensão.

A pressão sistólica, ou máxima, é aquela que marca a contração do músculo cardíaco, quando ele bombeia sangue para o corpo. A diastólica, por sua vez, é a do momento de repouso (mínima), em que os vasos permanecem abertos para o sangue passar. Com a idade, é até mais comum que a pressão sistólica dê uma subidinha. No entanto, o aumento nos dois valores merece atenção médica.

Para monitorar a PA do seu familiar e evitar riscos use o aplicativo da Plug and Care.

Discuta com o médico quantas vezes por dia ou por semana que a PA deve ser medida e em quais horários. Muitas vezes se recomenda uma a duas medidas pela manhã e antes de dormir, algumas vezes na semana. Evite medir a PA de forma excessiva isso pode gerar ansiedade e elevar a PA.

Para medir a PA em casa:

  • Evite que seu familiar consuma cafeína ou álcool ou fume e faça exercício ao menos 30 minutos antes de medir a PA
  • Faça seu familiar descansar por cerca de 5 minutos antes de fazer a medida
  • Mede braço direito ou esquerdo? De preferência, escolha sempre o mesmo, mas se quiser medir nos dois não se preocupe se aparecer pequenas diferenças.
  • E em caso de AVC? Parkinson? Em pacientes com AVC e doença de Parkinson faça as medidas no braço que for menos rígido.
  • Faça a medida sentado com as costas repousadas no encosto da cadeira e coloque o braço sobre a mesa ou em superfície plana. A braçadeira deve ser posicionada logo acima da prega do cotovelo. A mangueira que leva o ar até a braçadeira deve estar alinhada, muitos aparelhos tem uma seta para sinalizar a colocação mais adequada.