fbpx
                       
Uma senha sera enviada para seu e-mail

Infecção urinária, de novo?

Basta envelhecer que a infecção urinária se torna mais frequente do que imaginamos.

Você anda preocupado porque seu familiar está tendo infecção urinária com frequência? Vamos lá!  O primeiro passo é saber que nem sempre essa infecção urinária nos idosos vem acompanhada dos sintomas clássicos que são ardor ou dor para urinar, aumento da vontade e da urgência para urinar.

A infecção urinária pode se manifestar nos idosos por uma urina com mau cheiro e mais escurecida. Vontade de não fazer nada e ficar só deitado, confusão e desorientação (não sabe onde estão, trocam o dia pela noite, ficar irritadiço) e falta de equilíbrio, com risco de cair e em alguns casos  até convulsões são manifestações comuns de uma infecção urinária grave.

Infecção urinária, quantas vezes você já foi ao pronto socorro ou teve que marcar uma consulta urgente?  

Você deve estar se perguntando o que pode estar acontecendo? Será que estou fazendo alguma coisa errada? Prevenir é sempre melhor. Não confie apenas na informação do seu familiar. Pessoas idosas têm diminuição do olfato, e nem percebem que estão com um cheiro mais forte de urina.

A urina é um bom meio de cultura para as bactérias em qualquer idade. Mas, com o envelhecimento ocorre uma diminuição dos mecanismos de defesa do corpo e o pH da urina fica menos ácido, o que  facilita o crescimento dessas bactérias. Agora, pense na bexiga cheia de urina e que precisa ser esvaziada de tempos em tempos. Tudo que impedir ou limitar este esvaziamento faz com que a urina fique parada por muito tempo e favorece o desenvolvimento dessas bactérias. Então, o aumento da próstata no homem, a presença de cálculos e abcessos no trajeto do sistema urinário, diabetes podem dificultar o completo esvaziamento da bexiga.  

Dificuldade em realizar a higiene íntima também é um fator muito importante. A demora para a troca de fralda ou absorvente já molhados, o contato do trato urinário com restos de fezes faz proliferar  bactérias.

Então, aqui vão algumas dicas para ajudar você a evitar e lidar com as infecções urinárias do seu familiar idoso:

  • Discuta com o médico as possíveis causas das infecções urinárias do seu familiar;
  • Estimule seu familiar a ingerir mais líquidos. Isso dilui a urina e evita que fique mais concentrada e menos ácida;
  • Estimule seu familiar a tomar suco de frutas cítricas, vitamina C para tornar o pH da urina mais ácido;
  • Troque fraldas ou absorventes assim que seu familiar urinar. A economia de fralda pode se traduzir em maior gasto no futuro;
  • Caso você tenha cuidadores profissionais cuidando do seu familiar peça para ver a fralda ou o absorvente;
  • Monitore com mais frequência como anda a cor, o odor da urina e a frequência das eliminações;
  • Use de preferência água corrente  e sabão para higiene. Se não for possível,  use uma comadre e um copo de água morna. Evite o uso em excesso de lenços umedecidos. Dê preferência para os hipoalergênicos;
  • Instale barras de apoio  ao lado do vaso sanitário isso dá mais segurança ao seu familiar na hora da higiene íntima.

Plug And Care – Conectando o cuidar
Conheça o nosso aplicativo