fbpx
                       
Uma senha sera enviada para seu e-mail

Dor Lombar: o que não te contaram ainda?

Só de pensar em travar numa mesma posição devido a dor lombar, você já evita carregar peso?

No texto Dor lombar: o que você precisa saber?  mostramos 5 mitos e fatos sobre dor lombar. Como essa dor é muito frequente, vamos aprofundar o conhecimento e mostrar os outros 5 mitos e fatos que você precisa saber.

1“O jeito que você senta é o principal fator de risco para o aparecimento da sua dor lombar”

Muito diferente do que as pessoas costumam ouvir por aí, a postura sentado parece não aumentar o risco de uma dor lombar. No entanto sabemos que posturas alteradas, trabalhos que exigem o carregamento de peso, estar com corpo já cansado, podem estar associados a um episódio de dor lombar. No entanto, quando estamos mais preparados para fazer essas tarefas (e isso pode ser feito com exercícios e atividade física) esses riscos reduzem consideravelmente.

Outros fatores aumentam o risco de aparecimento de uma dor lombar como: alto nível de estresse, depressão, insatisfação com o trabalho, fumar, estar obeso, ter um baixo nível de saúde geral e ter níveis baixos de atividade física.

2Quando você tem uma dor lombar, alguém tem que te curar.

No caso da dor lombar, esperar ser curado por alguém definitivamente não ajuda. A ciência tem pesquisado vários tipos de intervenções e mostra que analgésicos (que temos em casa) não são diferentes de um remédio de farinha, ficar em repouso mais do que dois dias no início de uma dor é prejudicial, medicamentos anti-inflamatórios podem ser usados por menos de uma semana no caso de uma dor recente, fitas coloridas apesar de famosas não apresentam nenhum efeito, coletes não são aconselhados e podem prejudicar, medicamentos opióides (derivados do ópio) costumam dar efeitos adversos importantes, injeções e cirurgias não são recomendados na maioria das vezes porque não são superiores ao tratamento conservador.

Cada fase apresenta uma recomendação, mas de uma forma geral manter-se ativo na medida do possível naturalmente facilita a recuperação quando a dor é recente. Estar em forma através de exercícios e acabar com os mitos sobre a dor lombar são capazes de reduzir as chances da dor voltar.

Estudos mostram que pessoas com dor lombar que participam do tratamento de forma ativa tem melhores resultados do que aqueles tratamentos passivos. O médico e fisioterapeuta deve saber quais intervenções utilizar, mas o paciente precisa saber que fazer exercícios, estar ativo para deixar o corpo mais preparado para as tarefas do dia, ter atividades que acalmam a mente são indispensáveis para um bom resultado.

3Pessoas com dor lombar não costumam gastar dinheiro com tratamento

Um estudo realizado nos Estados Unidos mostrou que pessoas com dor na coluna, no geral, gastam 2 vezes mais dinheiro com serviços médicos. E infelizmente alguns dos exames e intervenções relacionados a esses gastos são desnecessários. Ou seja, o valor poderia ser usado de uma forma mais interessante como comprar uma bolsa nova, fazer uma viagem dos sonhos ou entrar em uma academia de ginástica, por exemplo.

4Os profissionais da saúde e a mídia sempre divulgam os melhores tratamentos para dor lombar

Temos que tomar muito cuidado para não sermos influenciados pela mídia. Recebemos a todo tempo informações de tratamentos milagrosos. As organizações que divulgam não se interessam em saber se o tratamento já foi testado e normalmente estão interessadas em ganhar dinheiro. Procure saber se o tratamento é recomendado por uma coisa que chamamos “diretrizes de prática clínica” na dor lombar (ou guidelines).

5Nada pode ser feito quando a dor persiste

As pessoas que tem dor há anos podem ouvir de alguém “não tem jeito, é melhor se acostumar com a dor”. Atualmente sabemos que existem intervenções que podem ajudar muitas pessoas com dor lombar crônica. Tratamentos que combinam exercícios, prática de como lidar com o estresse, aquisição de hábitos gerais mais saudáveis e entendimento de como o nosso sistema nervoso funciona, podem oferecer ótimos resultados.

Plug And Care – Conectando o cuidar
Conheça o nosso aplicativo