fbpx
                       
Uma senha sera enviada para seu e-mail

Aposentadoria: planeje a sua antes que seja tarde

Você já pensou na sua aposentadoria?

Quando eu era pequeno e meu pai tinha 35 anos, eu o achava “velho”. Meu avô com 70 anos era muito velho. Naquela época, todos estavam felizes porque ele ainda estava vivo e tinha tudo pra chegar aos 80 anos. Torcíamos para que ele chegasse “bem” aos 80, o que era muito incomum naquela época. A grande verdade é que num passado não muito distante a vida parecia mais simples: você nascia, casava, trabalhava até os 60 / 65 anos e logo em seguida morria! Não existiam planos a ser feitos após a aposentadoria porque ou se estava doente ou se estava morrendo.

De repente, sem que ninguém pedisse ou cobrasse, a medicina resolveu que não só viveremos até os 80/85 anos, como viveremos bem até lá. Quase todo mundo já conhece alguém que está vivo com mais de 90 anos e aquela ideia caricata da pessoa com 60 anos de pijama, jogando dominó – foi pro espaço.

Isso é bom ou ruim? Vai depender essencialmente do que você fizer enquanto for mais novo. Para quem não cuidar do corpo e da mente, pode ser terrível ter esses 10,15 anos a mais. Para quem acha que poupar algum dinheiro pra essa época da vida é uma bobagem, chutaria que será difícil também. Normalmente aos 60 / 65 anos acontece uma combinação mortal para as finanças de qualquer pessoa. Enquanto seus custos sobem, porque absolutamente tudo, exceto cinema e ônibus, fica mais caro – normalmente a partir daqui a remuneração das pessoas começa a diminuir. Caso ela se aposente, o teto dela hoje é de pouco mais de R$ 5.000,00, mas 61% dos brasileiros recebem ao redor de R$ 1.000,00 no INSS. Não é preciso ser nenhum gênio em matemática para que se perceba que, se as despesas sobem e as receitas caem, sobram apenas duas alternativas: ou se recorre ao que se poupou ao longo da vida pra levar bem esses últimos anos ou essa conta talvez não feche.

As pessoas que vão usufruir desse presente dado pela medicina serão aquelas que irão conseguir cuidar do corpo e da mente para trabalharem até um pouco mais (quem não conhece pessoas com 65/70 anos completamente na ativa) e usarão esse tempo extra de trabalho para “engordar” a sua poupança a fim de conseguir aproveitar, com saúde e com dinheiro, todos os anos extras que ainda terão pela frente após pararem com o trabalho.

Não existe meio termo – teremos vencedores e perdedores! Cuide da sua saúde e da saúde do seu bolso para estar do lado certo. Lembre-se que quanto antes começar a pensar no futuro, para tudo, mais fácil e melhor, ele será!

Plug And Care – Conectando o cuidar
Conheça o nosso aplicativo