fbpx
                       
Uma senha sera enviada para seu e-mail

Ajuda: diga sim quando alguém lhe oferecer!

Aceitar ajuda mesmo quando achamos que é preciso é um processo difícil. Mas por que será que é tão importante entender, concordar e receber ajuda quando somos cuidadores?

Cuidar de alguém por muito tempo pode gerar vários sentimentos dentro de nós. É muito comum sentir que ninguém fará nada tão bem quanto você, que aceitar ajuda é assumir que não se consegue e assim sucessivamente. Vamos tentar entender um pouco melhor.

A cobrança em cima de quem exerce a atividade de cuidar de alguém é grande, nós já sabemos. Além das expectativas da família e do seu familiar, ainda há as suas próprias cobranças. Ha… e essas são tão difíceis…

Alguns estudos apontam que ao cuidar muito tempo de um idoso, o cuidador está exposto ao risco de adoecimento porque há limitações na vida profissional, falta de tempo para se cuidar, convivência conjugal com conflitos, cansaço permanente e uma grande sobrecarga por assumir tanta responsabilidade… agora o que será que é possível fazer para diminuir todos esses riscos?

O primeiro ponto é aceitar que toda ajuda é bem vinda. Tente listar todas as atividades que você faz no seu dia a dia, por exemplo: ir ao supermercado, a farmácia, agendar uma consulta médica, dar banho, cozinhar, etc,  e pense no grau de dificuldade, tempo gasto e quais dessas atividades qualquer outra pessoa poderia fazer. Assim você terá dimensão da quantidade de coisas que faz sozinho e quanta coisa é para uma pessoa só.

Depois disso, todas as vezes que alguém lhe oferecer ajuda e você pensar em negar, pergunte-se “por que não estou aceitando essa ajuda?” Olhe para sua lista de atividades e veja a quantidade de coisas que você realiza todos os dias. Será que nenhuma delas, por menor que seja, pode ser feita por essa pessoa? Reflita. Ir ao mercado, por exemplo, é uma atividade que quase todas as pessoas podem fazer e que demanda um baita tempo. Por que não dividir isso com outra pessoa e ter esse tempo para mim?

Lembre-se que você é muito importante nesse processo, mas não é o único responsável pelo cuidado do seu familiar. Traga os outros familiares para participar nas menores tarefas do dia a dia. Um tempo só para você vai te ajudar a calibrar as energias, balancear todos os riscos a que fica exposto e, consequentemente, a cuidar melhor do seu familiar.

Divida, compartilhe e aceite ajuda!

Cuidador familiar aproveite esse tempinho extra para você conhecer e desfrutar do que a Plug and Care preparou para você: Estratégias para se energizar  e  Como cuidar de mim 

Plug And Care – Conectando o cuidar
Conheça o nosso aplicativo